Engenharia Forense

IMG_edi

As Inspecções Forenses consistem na determinação da origem ou causa de falhas ou danos (tais como fissuras ou outras patologias), via inspecção e diagnóstico, elaboração de relatórios técnicos de engenharia, prescrição de métodos de reparação ou reconstrução, análise de custos de reparação (acidentes, explosões, vibrações, estruturas e outras patologias) e de apuramento da responsabilidade civil.

Os nossos especialistas vão investigar e determinar a causa de:

  • Falhas Estruturais
  • Danos ou Colapsos
  • Incêndios
  • Explosões
  • Avarias e Acidentes em obra

A metodologia poderá passar pelos seguintes itens, a analisar em função da complexidade do sinistro:

  • Visitas técnicas ou peritagens
  • Execução de ensaios
  • Explicação dos eventos aos clientes
  • Prescrição de métodos de reparação
  • Análise de custos de reparação
  • Fiscalização da obra

Para a prossecução dos trabalhos, poderão ser usados os seguintes equipamentos:

  • Câmara Termográfica
  • Detectores de Armaduras
  • Detectores de Humidade
  • Medidores Laser
  • Drone
  • Esclerómetro

A termografia por raios infravermelhos é a ciência de aquisição e análise de valores de temperatura obtidos a partir de câmaras termográficas.
Todos os materiais que conhecemos emitem energia (calor) na zona de radiação infravermelha do espectro electromagnético. A quantidade de energia transmitida por um material está relacionada com a sua temperatura. As câmaras de infravermelhos (câmaras termográficas) conseguem ler esta radiação e transformam-na, dando-nos a conhecer a temperatura na superfície do material emissor.
A análise termográfica de um edifício procura detectar a existência de incoerências nos padrões de temperatura dos elementos da construção, quando analisados nas mesmas condições. A ocorrência de diferenças nos padrões de temperatura indicia a existência de problemas.
As câmaras termográficas de infravermelhos permitem-nos, num exame não destrutivo, detectar e localizar problemas tão diversos como infiltrações em paredes e coberturas, falta de isolamento térmico em fachadas e coberturas, roturas em tanques, depósitos, em canalizações de água e em sistemas de ar condicionado; identificar o traçado de tubagens e a localização e dimensões de elementos estruturais embebidos em paredes; detectar e existência de colónias de insectos no interior de elementos de madeira da construção; analisar o sistema e equipamentos eléctricos, etc.
A termografia é hoje reconhecida como uma técnica de análise de edifícios rápida, económica e extremamente potente.