A madeira é um dos primeiros materiais de construção utilizados pelo homem. As primeiras construções realizadas pela espécie humana recorreram à natureza como fonte de fornecimento de materiais para as construir.

Os primeiros materiais de construção foram assim a pedra e a madeira e também diversos tipos de alvenarias e argamassas.


 

A madeira lamelada colada é cada vez mais utilizada por vários motivos:

  • permite executar secções de maiores dimensões;
  • permite executares maiores comprimentos;
  • permite executar peças curvas.

 
 
 
 

A construção em madeira com estrutura leve é o mais flexível de todos os sistemas de construção. Este sistema representa o primeiro sistema integralmente inventado por americanos. Foi inventado à volta de 1830 por George Washington Snow, um engenheiro americano que trabalhou como empreiteiro e negociante de madeira para construção.

 

 

Este sistema de construção, desde que foi inventado há mais de cento e cinquenta anos, serviu para construir edifícios de todos os estilos essencialmente nos E.U.A., Canadá, Austrália e Reino Unido.

Na actualidade, na Europa em geral e no Japão a grande maioria das estruturas leves em madeira são realizadas tendo como modelo os sistemas leves americanos.

As estruturas leves em madeira inicialmente inventadas por Snow eram do tipo “Ballon framing” (estrutura em balão) e depois evoluíram para estruturas do tipo “platform frame” (estrutura em plataforma).

 
 

Este tipo de construção absorveu sem grandes dificuldades todos os melhoramentos que foram sendo introduzidos na construção: aquecimento central, iluminação a gás, eletricidade, isolamento térmico, ar condicionado, redes de abastecimento de água e de saneamento, componentes prefabricados, telecomunicações, etc.

Este tipo de construção representa na atualidade mais de 50% da construção na América do Norte e Japão e em alguns países europeus como a Escócia e os países nórdicos com destaque para a Suécia e com exceção da Noruega onde a construção de madeira maciça sempre teve maior expressão.

 
 

Vantagens do Glulam:

  • as soluções são bastante mais económicas do que as alternativas betão armado ou aço a quente;
  • rapidez de execução;
  • leveza e versatilidade arquitectural
  • facilidade de adaptação a outros materiais (gesso cartonado, materiais de isolamento, acabamentos, telhas, alvenarias..);
  • facilitam a industrialização e a prefabricação da construção dos edifícios
  • resistência ao fogo
  • isolante térmico
  • estética
  • maior resistência estrutural

 
 
Projetos e Obras:

Edifício de Habitação 4 pisos – Porto

 
 

Projeto Edifício de Habitação e Comércio – Porto

 
 

Quer saber mais?

Pretende uma moradia ou edifício sustentável, leve, confortável, ecológico, barata, estável?

Contacte-nos aqui.